Skip to content

Ode Suzerana

Novembro 16, 2011
tags:

Seu eu pudesse capturar

na sua mais fina forma

o feixe de luz mais áureo

mais brilhante

mais quente

do pico do Verão

seria baço e frio

perante teus cabelos.

 

 

E seu eu pudesse roubar

a gema mais cobiçada

e ter em mãos

o mais reluzente e límpido tesouro

seria cascalho perante teus olhos.

 

 

Se me fosse dado

a mais suculenta fruta

da mais viçosa árvore

dos mais verdes campos

do mais doce país

recusa-lo-ia

perante teus lábios.

 

 

Se visse, retirado dos baús de um imperador esquecido,

o mais gentil tecido

de essência de borboleta,

mares de neve

e suspiros de ninfa

ignorá-lo-ia

perante tua pele.

 

 

E se eu entrasse

na mais arcana das salas

onde estão todas as paixões,

todas os desejos, todos os amores,

todos os corações

Roubaria o meu para to entregar.

Anúncios
One Comment leave one →
  1. Daniela Vitorino permalink
    Novembro 16, 2011 5:23 pm

    Tanta Paixão! Fico contente 🙂 * Bjinhos aos dois!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: